O Morrinho, criado em 1997, é uma maquete feita a partir de pedaços de tijolos e instalada na favela do Pereirão, na Zona Sul da cidade do Rio de Janeiro. Dentro deste “brinquedo” encontram-se quase mil bonecos, personagens de um “jogo de ação” realizado segundo as regras da favela, onde “bandidos” e “mocinhos” alternam os papéis. Em 2001, quando teve início a gravação de um documentário sobre a inusitada instalação, houve por parte dos seus jovens criadores um grande interesse pelo manejo da câmera, e então surgiu a idéia de desenvolver uma iniciativa que viesse a proporcionar um treinamento nessa atividade.
Assim nasceu a TV Morrinho, que tem como base ações de capacitação profissional de jovens da comunidade na produção audiovisual e nas artes visuais, além de incrementar a própria iniciativa, através da re-interpretação contínua da realidade, tendo o vídeo como instrumento-base de transformação
e reinvenção criativa.